Migrando discos virtuais do VMware para o VirtualBox

Neste fim de ano conheci o Contiki, um sistema operacional aberto voltado para dispositivos embarcados.

Uma das coisas legais dele é que é possível baixar o ambiente de desenvolvimento que nada mais é que uma VM do Ubuntu com ferramentas e um simulador muito interessante, o Cooja.

O problema é que essa VM foi criada com o VMware e por razões diversas eu queria utilizá-la no VirtualBox.

Pesquisando pela internet, encontrei vários textos falando que o VirtualBox reconhece os discos virtuais do VMware, bem como várias receitas para converter de um formato para outro.

Como não sou nenhum expert no assunto, acabei utilizando a solução que pareceu mais lógica pra mim, mas não quer dizer que seja a mais simples. Basicamente eu segui os passos descritos aqui e aqui que consistem em:

  1. Utilizar o vmware-vdiskmanager para converter os múltiplos arquivos do disco virtual da VM original para um único arquivo vmdk;
  2. Utilizar o qemu-img para converter o arquivo vmdk para o formato raw;
  3. Finalmente utilizar o VBoxManage para converter do formato raw para um disco virtual vdi.
[user@host]$ vmware-vdiskmanager -r /path/to/vmdk_files/myfile.vmdk -t 2 mysinglefile.vmdk
 
...
 
[user@host]$ qemu-img convert -O raw myfile.vmdk myfile.bin
 
...
 
[user@host]$ VBoxManage convertfromraw myfile.bin myfile.vdi –variant standard
 
...

Extras:

  • Eu demorei pra achar o vmware-vdiskmanager. Ele vem junto com o VMware Workstation e possivelmente em algum outro pacote, mas eu não fui conferir;
  • qemu images;
  • Depois do disco virtual convertido, ainda achei mais duas formas de fazer a mesma coisa. Não testei nenhuma delas.

E você? Já usou alguma abordagem mais simples? Compartilhe na área de comentários!