Como escrever uma redação aleatória

Escrever bem é uma tarefa que exige talento, planejamento e tempo, no entanto diversas entrevistas de emprego exigem que o pobre candidato construa uma redação de X linhas em Y tempo. Isso às vezes gera resultados catastróficos.

A primeira etapa envolve a escolha de um tema. Um candidato paranóico sempre faz uma pesquisa sobre a empresa e se prepara para escolher um tema que cative o entrevistador.

Depois do tema, desenvolve-se uma tese escolhendo um determinado ponto de vista. Alguns minutos já são suficientes para pensar em introdução, argumentos e conclusão.

Uma introdução de quatro ou cinco linhas, seguida por pelo menos dois parágrafos de idêntico tamanho já gera texto suficiente para abordar o tema e defender a tese. Um bom espaçamento também ajuda a aumentar o número de linhas.

Redações de entrevistas não precisam primar pela qualidade da abordagem do assunto. O importante é demonstrar clareza e preencher no mínimo vinte linhas, pois na maioria das vezes o texto só servirá para o exame grafológico, nem será lido.

Com um pouco de boa vontade e paciência, as linhas vão surgir na ponta do lápis.